coronavirus JF 

Sensível aos efeitos da Pandemia do Coronavírus no estado, a Arsae-MG decidiu em Reunião Deliberativa Extraordinária da Diretoria Colegiada no dia 24/03 homologar o pedido da Cesama no sentido de não realizar, no período de dois meses, cortes no abastecimento de água para os usuários de Juiz de Fora em razão do não pagamento da fatura. A medida busca garantir as condições básicas de saúde e higiene para o enfrentamento da Covid-19. Além disso, foi aprovado o adiamento da aplicação do reajuste médio de 0,36%, que estava previsto para ter início no dia 1º de abril. O novo prazo para aplicação do reajuste nas faturas passa a ser 1º de junho.

A Coordenadoria Econômica da Arsae, responsável por analisar tecnicamente o pedido da Cesama, sugeriu ainda que a medida seja complementada pela isenção da cobrança de juros e multas sobre as faturas vencidas e não pagas enquanto perdurar a situação da Pandemia. Essa isenção se aplica aos usuários das categorias residencial e social, especialmente estes, que são usuários de baixa renda.

O pedido da Cesama é consequência direta de um decreto municipal da Prefeitura de Juiz de Fora que institui medidas de enfrentamento ao novo Coronavírus (COVID-19).

 

Assessoria de Comunicação da Arsae-MG
ascom@arsae.mg.gov.br
Enviar para impressão