corona orientacoes cut

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que vivemos uma pandemia do novo coronavírus, chamado de Sars-Cov-2. “Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 fora da China aumentou 13 vezes e a quantidade de países afetados triplicou. Temos mais de 118 mil infecções em 114 nações, sendo que 4 291 pessoas morreram”, justificou Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

No Brasil, já são ao menos 143 casos confirmados de Covid-19. O número foi atualizado nesta sexta-feira (13/3) a partir de balanços divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde e pelo Hospital Albert Einstein em São Paulo.

Em resposta à crescente disseminação do COVID-19, a OMS publicou uma série de documentos de orientação técnica sobre tópicos específicos, incluindo prevenção e controle de infecções (IPC).

Orientações para profissionais de água e saneamento e fornecedores foram incluídas nesses documentos que também são indicadas para prestadores de serviços de saúde que desejam saber mais sobre água, saneamento e riscos e práticas de higiene (WASH). São elas: fornecimento de água potável, saneamento e condições higiênicas. Esse conjunto desempenha um papel essencial na proteção das pessoas, saúde durante todos os surtos de doenças infecciosas, incluindo o atual surto de COVID-19.

Práticas consistentes de WASH e gestão de resíduos, aplicadas em comunidades, casas, escolas, mercados e instalações de assistência médica ajudarão ainda mais a impedir a transmissão de COVID-19.
As informações mais importantes sobre WASH e COVID-19 são:

• Higiene das mãos: A higiene frequente e adequada das mãos é uma das medidas de prevenção mais importantes para COVID-19. Os profissionais de WASH devem trabalhar para permitir às mãos mais frequente e regular higiene através de instalações aprimoradas e técnicas comprovadas de mudança de comportamento.

• Gerenciamento de água potável e saneamento: As orientações existentes da OMS sobre gerenciamento seguro de água potável e saneamento aplicam-se a COVID-19. Medidas extras não são necessárias. A desinfecção, em particular, facilitará a morte mais rápida de SARS-CoV-2.

• Boas práticas de higiene: Muitos co-benefícios serão alcançados gerenciando com segurança os serviços de água e saneamento e aplicação de boas práticas de higiene. Tais esforços impedirão muitas outras doenças infecciosas, que causam milhões de mortes a cada ano.

Para acessar outros estudos sobre o Covid-19: Clique aqui

 

Assessoria de Comunicação da Arsae-MG
ascom@arsae.mg.gov.br
(31) 3915-8130
Enviar para impressão