Em Audiência Pública, Copasa afirma que índice de perdas de água chega a 40,2%

 

Com a presença de representantes do judiciário, prestadores, munícipios e entidades ligadas ao meio ambiente, a Arsae-MG realizou no dia 04/12, no Crea-MG, a sessão presencial que debateu e recebeu contribuições sobre o Fator de Incentivo para Redução e Controle de Perdas (IP) da Copasa.

 

“O panorama recente de Minas Gerais marcado por crises de abastecimento tornou o uso racional dos recursos hídricos um tema de relevância central. É de competência da Arsae-MG a regulação sobre o assunto, uma vez que as perdas de água geram custos operacionais que não aconteceriam caso os volumes desperdiçados fossem menores”, explicou o diretor geral da Agência, Gustavo Cardoso.

 

O diretor financeiro e operacional da Copasa, Frederico Delfino, adiantou que o índice de perdas atual da empresa está em 40,2%, o que representa um aumento de dois pontos com relação à média usada pela Arsae-MG como referência. “Para ter metas exequíveis é preciso trabalhar com os números mais atualizados, assim poderemos planejar as ações de forma correta e trazer benefícios para a população”.

 

Frederico aproveitou para elogiar o trabalho que vem sendo realizado pela Agência que considera avançado nas proposições, iniciativas e discussões. “Acredito que a regulação está deixando um legado para o futuro”, disse.

 

Cardoso ressaltou a importância de se diferenciar a chamada perda real da perda aparente, já que a primeira acontece quando o volume inicial de água disponibilizado no sistema de distribuição pelas operadoras é desperdiçado durante o processo de abastecimento. A segunda se refere ao recurso hídrico que chega até o consumidor final, mas não é cobrado adequadamente tanto por problemas técnicos na medição dos hidrômetros quanto por fraude do usuário.

 

Representantes da Copasa disseram que o grande desafio da empresa é justamente o de identificar e contabilizar essa água que está sendo consumida sem ser faturada. De acordo com os empregados, a Companhia investe continuamente em trocas de hidrômetros, correção de vazamentos, melhoria das redes e redução de pressão, no entanto, precisa de recursos para projetos específicos.

 

Os interessados puderam participar das seguintes formas:

I. Sessão presencial

Dia: 04/12/18 (terça-feira)

Horário: 14h

Local: Auditório do 6º andar do Crea-MG

Avenida Álvares Cabral, 1.600, Santo Agostinho. Belo Horizonte-MG

II.Envio de contribuições ao e-mail audienciapublica22@arsae.mg.gov.br.

Período: 27/11/2018 a 12/12/2018

DOCUMENTOS ANTES DA AUDIÊNCIA PÚBLICA:

Título: Aviso de realização da Audiência Pública 22/2018.
Formato: Adobe Acrobat Document 9.1 (PDF)
Tamanho: 431 Kb
Link para Download


Título: Regulamento Audiência Pública nº 22/2018
Formato: Adobe Acrobat Document 9.1 (PDF)
Tamanho: 445 KB
Link para Download

 

Titulo: RESOLUÇÃO ARSAE-MG XXX, DE XX DE DEZEMBRO DE 2018
Descrição: Regulamenta o artigo 9º do anexo II da Resolução ARSAE-MG 96, de 29 de junho de 2017, criando o Fator de
Incentivo para Redução e Controle de Perdas (IP) para a Companhia de Saneamento Básico de Minas Gerais.
Formato: Adobe Acrobat Document 9.2 (PDF)
Tamanho: 578 Kb
Link para Download

 

Titulo: NOTA TÉCNICA GRT Nº 13/2018
Descrição:Fator de Incentivo para Redução e Controle de Perdas
Formato: Adobe Acrobat Document 9.2 (PDF)
Tamanho: 1407 Kb
Link para Download

 

DOCUMENTOS APÓS AUDIÊNCIA PÚBLICA

Titulo: NOTA TÉCNICA GRT Nº 02/2019
Descrição:Fator de Incentivo para Redução e Controle de Perdas
Formato: Adobe Acrobat Document 9.2 (PDF)
Tamanho: 2MB
Link para Download

Titulo: RESOLUÇÃO ARSAE-MG 121, DE 08 DE fevereiro DE 2018
Descrição: Regulamenta o artigo 9º do anexo II da Resolução ARSAE-MG 96, de 29 de junho de 2017, criando o Fator de Incentivo para Redução e Controle de Perdas (IP) para a Companhia de Saneamento Básico de Minas Gerais.
Formato: Adobe Acrobat Document 9.2 (PDF)
Tamanho: 684 KB
Link para Download