O estudo de viabilidade é uma exigência para a validade dos contratos que têm por objeto a prestação de serviços de saneamento. Isto é, trata-se de documento com a finalidade de atestar a viabilidade econômico-financeira dos investimentos planejados.

Embora essa análise seja feita com mais rigor e maior nível de detalhe no estudo específico, recomenda-se que já no Plano seja feita uma análise preliminar de viabilidade, para deixar mais transparentes as contas do prestador e auxiliar o município a tomar as decisões que viabilizem os objetivos propostos, como por exemplo, com relação às alternativas para as populações carentes. Expondo de maneira clara os custos dos serviços e de sua expansão, é mais fácil legitimar junto aos usuários eventuais aumentos nas tarifas. A Arsae-MG desenvolveu uma metodologia simples de fluxo de caixa que pode ajudar o município a estimar os custos do PMSB. Para mais detalhes, sugere-se entrar em contato com a Arsae.